Mulher de Bolsonaro vira alvo de investigação por cheque de Queiroz


A primeira-dama Michelle Bolsonaro terá sigilo fiscal averiguado pela Receita Federal, segundo reportagem do Valor Econômico. No procedimento fiscal aberto pela Receita, ontem (25), a partir das informações reveladas por levantamentos financeiros do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), o Fisco passou a investigar 27 deputados estaduais do Rio de Janeiro e 75 servidores da Assembleia Legislativa.

Estão sob investigação aqueles que tiveram movimentações bancárias classificadas como atípicas ou suspeitas pelo Coaf – a unidade de inteligência financeira é vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, chefiado por Sergio Moro.

Postar um comentário

0 Comentários